Protegendo o Inimigo – Uma história sobre a CIA.

Fazer um filme sobre a já famosa Central de Inteligência Americana, suas ações (quase sempre fantasiosas), o treinamento intenso e sua forma de recrutamento e descarte de ativos humanos locais ou internacionais, em si já cheira a clichê do início ao fim e não podia ser diferente nessa obra, embora tenha seus momentos de grande produção, até pela presença de grandes nomes, que serão descritos mais adiante.

O filme começa com o agente hesitante Matt Weston (Ryan Reynolds – Lanterna Verde), descobrindo que ser um ativo da agência não é tão exitante como nos filmes, principalmente quando sua designação para atividade de campo foi mais uma vez rejeitada, e sua missão se resume a tomar conta de uma “casa segura” (Safe House no título original) por meses a fio na África do Sul, como ele mesmo relata “olhando para quatro paredes”. Mas ai algo novo acontece, como num passo de mágica, a mágica que costuma acontecer nas histórias de espionagem, o ex super agente Tobin Frost (Denzel Washington – Dia de Treinamento) é levado a se entregar na embaixada americana daquele país. É interessante ver que a partir desse ponto as coisas tomam aspecto de trailer de perseguição, nos moldes hollywoodianos, mas atenção: Vale a pena prestar atenção às técnicas de interrogatório executadas por Daniel Kiefer (Robert Patrick – The Unit/Aquivo X) e nas instruções do próprio Frost (Conta-se que Denzel Washington fez questão de fazer as cenas pessoalmente, sem um dublê, pra dar um ar mais realístico), e de como Kiefer faz menção à “Fazenda” o famoso centro de treinamento da CIA, provavelmente em Camp Peary, Virgínia, embora saibamos hoje em dia que o treinamento de grupos específicos é feito em separado em diversas localidades ao redor do mundo :-).

Quando tudo parece estar correndo dentro do cronograma, um grupo armado  (ninguém sabe como nem de onde) ataca e subjuga aquele que parecia ser um dos lugares mais seguros da cidade, e é ai que então, pausa novamente para entender que aqui nesse ponto, Denzel Washington parece que volta ao personagem de “Dia de Treinamento“, novamente temos o novato tendo de decidir entre fazer a coisa certa, ou fazer aquilo que é ditado pelo mais experiente. A escolha das armas, os fuzis, submetralhadoras e pistolas estão de parabéns, o tiroteio na favela sul-africana mostra um pouco de uma realidade que só foi retratada em “Distrito 9” e como sempre no final, somos levados refletir sobre o certo e o errado, mas sabemos que isso é só um chavão pois na proposta do filme e na vida real, certo e errado depende da fonte pagadora e na Agência isso é pratica comum ;-). Mas vale a pena ver grandes nomes como San Shepard (não o víamos desde Falcão Negro em Perigo) e Liam Cunningham (quem assistiu Game of Thrones sabe) e como de constume see you later 😉

 Ficha Técnica:

Direção: Daniel Espinosa (Snabba Cash)

Fontes:

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-183321/criticas-adorocinema/

http://www.imdb.com/title/tt1599348/

http://www.cinesystem.com.br/

Anúncios

Sobre Fernando "Eagle" de Sousa
Apenas alguém interessado em aprender cada dia mais e mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: